2014.12.25 – ESTAVA DOENTE E VISITASTE-ME

Tinha sido um jantar magnífico de delicioso, com óptima companhia, clima Africano excelente, filhoses, Bolo Rei, todos os conformes.

Ao retirar-me para os meus aposentos, sentindo-me mais do que satisfeito com a vida em geral e o estômago em particular, parecia que não haveria mais nada a fazer no dia seguinte, o Dia de Natal.

Foi aí que a luz da mente se acendeu e uma ideia apareceu que passou a consumir o pensamento; e que tal visitar o hospital amanhã e levar os votos de Feliz Natal, no próprio dia de Natal, aos pacientes e pessoal clínico?…

Estava simplesmente demasiado cansado e cheio que pudesse dar qualquer atenção ao assunto, mais do que um mero sim, vamos ver como me sinto amanhã de manhã,… talvez possa levar uns folhetos com mensagem, também há os doces que têm estado lá, à espera de ser distribuídos,… bocejo… vamos ver… …

A manhã chegou e a ideia lá estava, a piscar como a luz de emergência de uma ambulância. Mas ainda não estava bem seguro de que estaria disposto a isso, com a perna e tudo. Havia coisas que tinha que fazer, o trabalho informático que me vai dando algum para viver, mandar a última carta de notícias, as crianças,…

É espantoso como as coisas realmente importantes necessitam esforço para serem feitas. Tem sempre sido assim comigo e, com o passar dos anos e carradas de tarefas semelhantes, tenho constantemente comprovado que no final sempre compensa, em satisfação do trabalho feito, de ter feito a diferença e ter estado no lado vencedor.

Então, preparei os panfletos, o saco dos doces e lá fui para o hospital.

Foi tiro e queda, enquanto ia fui curado, curado de dor na perna e quase a poder andar sem a ajuda da bengala. Não curado para sempre mas curado para a ocasião, tipo de coisa.

A visita correu muito bem, orei por cura com 25 doentes, distribuí 70 panfletos “O Que Todos Precisam É Amor” e o saco dos doces, que não era pequeno, voltou vazio e mais que fosse, o que certamente adoçou o dia dos médicos e enfermeiras.

Eu? Eu regressei a casa um homem melhor, é sempre isso que acontece.

De todas as outras coisas que se pode e deve fazer, compensa fazer uma visita quando Ele está doente! (Mateus 25:36)

DSC09448b_WP

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s